• Jorge Mota

Kia Sorento 2020





A quarta geração do maior SUV na gama da Kia foi desvendada, antes da sua estreia em Genebra. Estreia uma plataforma para electrificação, a estética moderniza-se e o interior torna-se bem mais refinado.

A estreia está marcada para 3 de Março, o primeiro dia reservado à imprensa antes de o Salão de Genebra abrir as suas portas ao público (5 de Março), mas a Kia não quis esperar mais para dar a conhecer a quarta geração do Sorento.



Preservando todos os atributos que fazem dele o porta-estandarte da família aventureira da Kia, o SUV estreia uma nova plataforma especificamente projectada para a electrificação, o que só por si é um trunfo. A isso alia uma imagem mais moderna e um interior que somará pontos no capítulo da sofisticação e dotação tecnológica. O construtor sul-coreano não faz por menos e diz que o novo Sorento é o Kia “mais high-tech de sempre”.



Começando pelo exterior, as mudanças são notórias, especialmente na secção dianteira. Os faróis são agora mais finos e “rasgados”, ladeando a grelha Tiger Nose, que aumenta de dimensões, conferindo à frente um visual mais robusto. O pilar A recua 30 mm face ao eixo dianteiro e, fruto disso, o capot parece mais longo. A secção traseira também se distingue bem da geração que ainda se encontra à venda nos concessionários, sobretudo pela forma dos grupos ópticos, agora na vertical, e a inscrição Sorento no portão da bagageira permite reconhecê-lo à distância. Visto de lado, o SUV sul-coreano continua a apostar numa generosa distância entre eixos, para favorecer a habitabilidade. Tanto mais que o modelo é proposto com cinco lugares ou lugar para sete ocupantes. Ainda de perfil, nota para a forma peculiar do vidro traseiro fixo no pilar C, em novo apontamento que proporciona um aspecto mais ecléctico ao Sorento.



A marca ainda não revelou medidas, mas o modelo deve seguir a tendência e, como tal, crescer uns milímetros. Resta saber se isso se reflectirá no habitáculo, onde passa a pontuar uma atmosfera de maior refinamento. Do que nos é dado a ver, o design do interior recebeu uma lufada de ar fresco, cortesia sobretudo da tecnologia a bordo. A ênfase vai para o painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas, que se “estende” até ao novo display central de 10,25 polegadas, ao serviço do sistema de infoentretenimento. Os estilistas da Kia aproveitaram ainda o facto de estarem a redesenhar o tablier para inserir iluminação ambiente, num fino feixe de luz que deverá mudar consoante as preferências definidas pelo utilizador. A alavanca da caixa desaparece, cedendo lugar a um comando rotativo para controlar a transmissão, como acontece nas propostas mais premium.



Cabe ao Sorento a “honra” de ser o primeiro modelo de nova geração a estrear uma plataforma projectada visando, precisamente, a electrificação. Pelo que não seria descabido esperar por uma nova variante híbrida plug-in, possivelmente recorrendo ao motor a gasolina T-GDi de 1.6 litros associado a um motor eléctrico alimentado por bateria, para que o Sorento PHEV possa percorrer, pelo menos, 50 km em modo zero emissões.



Resta aguardar por dia 3 para ficarmos então a conhecer todas as especificações técnicas e, idealmente, preços e data de chegada ao mercado.




59 visualizações

Bem vindos! | JM Reviews

Vamos fazer a cobertura de apresentações, eventos, Test Drives. Vamos passar experiências diferentes para vos dar a conhecer o melhor de cada modelo em particular!

  • Facebook JM Reviews
  • Instagram JM Reviews
  • Grey YouTube Icon

© 2018 by JM Reviews

Criado por Mercado Digital

  • Facebook JM Reviews
  • Instagram JM Reviews
  • Youtube JM Reviews