• jmiguel271

Peugeot 308 2021





Mais tecnológico, mais eficiente e com um visual que prima pela agressividade e ousadia, o novo Peugeot 308 foi revelado hoje, prometendo novos níveis de qualidade interior e uma gama de motores que, como tem sido defendido pela marca, dá o poder de escolha ao cliente – haverá versões a gasolina, Diesel e híbridas plug-in.

Com bastante sucesso nas gerações anteriores, o 308 assume-se como um modelo de extrema importância para a marca francesa, indo ao ‘coração’ daquele que é um dos segmentos mais relevantes do mercado europeu, o dos familiares compactos de segmento C.




Mas, apontando para o futuro, esta geração completamente nova, apresenta um design muito mais arrojado, sendo também o primeiro a ostentar o novo logótipo da Peugeot, com o leão estilizado num brasão. Atrás deste logótipo esconde-se o radar usado pelos sistemas de assistência à condução.

Com a aerodinâmica a revelar-se fundamental para este novo modelo, a marca preocupou-se também em melhorar as cotas de habitabilidade, pelo que a distância entre eixos aumentou em 55 mm, oferecendo assim mais espaço para os passageiros da segunda fila, havendo ainda que contar com uma redução de 20 mm na altura, para um visual mais dinâmico.




Este novo modelo é apenas 11 mm mais comprido do que o atual e, se a largura não aumentou, o efeito visual proporcionado pelos faróis (sempre com tecnologia LED) e pela grelha dão a impressão de uma postura mais larga e robusta. Os ‘dentes’ verticais em LED que já surgiram em modelos como o 208, 2008 e 508 voltam a marcar presença na dianteira, conferindo-lhe uma identidade sempre inconfundível.

Nos níveis de equipamento superiores, a tecnologia Full LED dos faróis é complementada com a tecnologia de matriz LED, para maior segurança na condução noturna. Atrás, os farolins contam igualmente com tecnologia LED numa identidade já tradicional das três garras.




Quanto à bagageira, há agora um total de 412 litros, com mais 28 litros de arrumação disponíveis num compartimento sob o piso da mala. Com o rebatimento dos encostos dos bancos traseiros, o volume de carga aumenta para 1323 litros.

Todos os elementos exteriores do novo 308 foram desenvolvidos com o intuito de oferecerem uma eficiência aerodinâmica bastante elevada, incluindo-se aqui os para-choques, defletores, difusor, espelhos das portas e jantes, entre outros elementos. O coeficiente de arrasto do novo compacto da Peugeot é de 0.28 Cx. Quanto a cores exteriores, existirão sete opções para os clientes.

I-Cockpit mantém estatuto de destaque.




No interior, além da atenção que a Peugeot garante ter dado à qualidade geral e materiais, destaque para o evoluído sistema i-Cockpit com tecnologia 3D e para o i-Connect Advanced, um sistema de infoentretenimento avançado que permite grande conectividade e uma melhor ergonomia de utilização.



Sem mudar o conceito de instrumentação elevada e volante de reduzidas dimensões, a tecnologia i-Cockpit conta com um ecrã digital de 10 polegadas como painel de instrumentos, oferecendo a as informações mais importantes ao condutor sem que este tenha de tirar os olhos da estrada. As informações apresentadas no painel de instrumentos digital são totalmente configuráveis e dispõe de vários modos de apresentação, incluindo aquele com o mapa da navegação. Os modelos GT contam com instrumentação com efeito tridimensional, que a Peugeot explica ser capaz de oferecer maior segurança em caso de perigo. Já o volante passa a estar dotado com sensores que detetam as mãos do condutor quando estão ativadas as ajudas à condução como a da viagem semiautónoma.




O ecrã central tátil de série tem 10 polegadas, sendo aí reunidas as principais funcionalidades tecnológicas, enquanto as saídas de ar da climatização estão posicionadas num nível mais elevado do tablier. A partir do nível de equipamento Allure, o novo 308 passa a dispor de botões virtuais ao lado do ecrã central para uma maior simplicidade, actuando como teclas de atalho para algumas funções, como o ar condicionado ou o sistema de multimédia.




Todos os comandos relacionados com a condução estão posicionados do lado do condutor, como o seletor de condução e o seletor de modos de condução (com modos ‘Electric, ‘Hybrid’, ‘Eco’, ‘Normal’ e ‘Sport’, dependendo da motorização escolhida, naturalmente, uma vez que os motores térmicos não terão modo elétrico ou híbrido).

A Peugeot destaca ainda a oferta de 34 litros de espaços de arrumação no habitáculo e a iluminação ambiente em LED com oito cores distintas.



Construído com base na plataforma multienergias EMP2 (Efficient Modular Platform), o novo 308 reflete também uma maior rigidez, que se reflete na segurança e na oferta de motorizações térmicas e eletrificadas. A marca garante que a agilidade foi melhorada, para uma condução mais dinâmica, sem prejudicar o conforto, tendo sido efetuado um grande trabalho ao nível de redução das vibrações e ruído exterior.




Pela primeira vez, o 308 passa a contar com duas versões híbridas plug-in, em adição aos motores convencionais. A primeira é a Hybrid 225 e-EAT8 de duas rodas motrizes, que combina o motor a gasolina PureTech de 180 CV com um motor elétrico de 81 kW, resultando numa potência combinada de 225 CV com emissões de apenas 26 g/km de CO2 e autonomia elétrica de 59 quilómetros, em ambos em casos de acordo com o protocolo WLTP.



A segunda opção é a Hybrid 180 e-EAT8 de duas rodas motrizes, com um motor PureTech de 150 CV e um motor elétrico de 81 kW, com emissões de 25 g/km de C02 e uma autonomia 100% elétrica máxima de 60 quilómetros, de acordo com o protocolo WLTP.

A bateria de iões de lítio tem uma capacidade de 12.4 kWh, estando disponíveis dois tipos de carregadores embarcados, que vão ao encontro de todas as utilizações e soluções de carregamento pretendidas pelo cliente, um carregador monofásico de 3.7 kW, de série, e outro de 7.4 kW, igualmente monofásico, opcional. O motor elétrico vai acoplado à caixa de velocidades automática e-EAT8 em ambos os híbridos.

Os tempos de recarga variam consoante a fórmula escolhida para o carregamento. Numa ‘wallbox’ de 7.4 kW, permite uma carga completa em 1h55 com o carregador de bordo monofásico (7.4 kW), enquanto numa tomada reforçada (16 A) permite uma carga completa em 3h50 com o carregador de bordo monofásico (3.7 kW). Já numa tomada doméstica (8 A), permite uma carga completa em 7h05 com o carregador de bordo monofásico (3.7 kW).



Além dos sistemas híbridos, o novo 308 estará disponível com motores térmicos, moldando-se às necessidades dos seus clientes, com emissões de CO2 a partir de 117 g/km. A gasolina, a gama é composta por motores de três cilindros com 1.2 litros de cilindrada, com potências de 110 CV e 130 CV, podendo este último receber caixa automática EAT8 (a versão de 110 CV apenas tem caixa manual de seis velocidades). Por outro lado, a gama Diesel é composta por duas opções de quatro cilindros com 1.5 litros de cilindrada, ambas de 130 CV e apenas variando na caixa – ou manual de seis velocidades ou automática de oito.




As ajudas à condução de última geração completam a oferta tecnológica, destacando-se o novo Pack Drive Assist 2.0 (disponível no final do ano) para a condução semiautónoma de nível 2. Este inclui o Cruise Control adaptativo com função Stop and Go (com caixa de velocidades automática EAT8) e a ajuda à manutenção do veículo na faixa de rodagem, ao mesmo tempo que adiciona três novas funções para vias com dupla faixa de rodagem: a mudança semiautomática de faixa (propõe ao condutor a ultrapassagem do veículo precedente e o regresso à faixa original, entre os 70 e os 180 km/h), a recomendação antecipada da velocidade (propondo a adaptação da velocidade do veículo consoante os sinais de limitação de velocidade) e a adaptação da velocidade em curva (otimiza a velocidade em função do ângulo da curva até aos 180 km/h).




Além disso, de série ou em opção, o novo 308 propõe equipamentos tecnológicos evoluídos como a vigilância de longo alcance do ângulo morto (75 metros), alerta de tráfego posterior nas manobras de marcha-atrás, nova câmara de marcha-atrás de alta definição de 180º, com esguicho de limpeza integrado, ajuda ao estacionamento 360º através de quatro câmaras (dianteira, traseira e laterais), acesso e arranque mãos-livres e para-brisas aquecido e volante aquecido.




De resto, há ainda travagem automática de emergência (com deteção de peões e ciclistas, tanto de dia, como de noite, dos 7 aos 140 km/h, consoante a versão) com alerta de risco de colisão, alerta ativo de transposição involuntária de faixa com correção de trajetória, alerta de atenção do condutor, para detetar o estado de vigilância do condutor em períodos de condução mais longos, comutação automática dos máximos e reconhecimento alargado dos sinais de trânsito (Stop, sentido proibido, início e fim de proibição de ultrapassagem, entre outros).




O novo 308 chegará ao mercado nacional na segunda metade de 2021, esperando-se preços alinhados com os do atual modelo, com os dois híbridos situados no topo da gama.




276 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DS4 2021

BMW IX 2021

Bem vindos! | JM Reviews

Vamos fazer a cobertura de apresentações, eventos, Test Drives. Vamos passar experiências diferentes para vos dar a conhecer o melhor de cada modelo em particular!

  • Facebook JM Reviews
  • Instagram JM Reviews
  • Grey YouTube Icon

© 2018 by JM Reviews

Criado por Mercado Digital

  • Facebook JM Reviews
  • Instagram JM Reviews
  • Youtube JM Reviews